OS TUMORES OCULARES MAIS PREVALENTES NA POPULAÇÃO

OS TUMORES OCULARES MAIS PREVALENTES NA POPULAÇÃO

Os tumores oculares mais comuns na oftalmologia são: carcinoma de conjuntiva,...

CIENTISTAS APRESENTAM AVANÇOS NO TRATAMENTO DE DIVERSOS TIPOS DE CÂNCER.

No último dia 5 de junho foi encerrada a Reunião Anual da Sociedade Americana de Oncologia...

GRAVIOLA, UM MILAGRE NATURAL PARA A CURA DO CÂNCER

GRAVIOLA, UM MILAGRE NATURAL PARA A CURA DO CÂNCER

De acordo com vários estudos, diferentemente do que ocorre com determinados tratamentos de...

NOVIDADES NO TRATAMENTO AUMENTAM AS CHANCES DA CURA DO CANCER

NOVIDADES NO TRATAMENTO AUMENTAM AS CHANCES DA CURA DO CANCER

Criado: Quinta, 11 Maio 2017 16:24 A palavra câncer já significou sentença de morte, mas...

SOBRE O CÂNCER DE TESTICULO

O câncer de testículo pode se desenvolver em um ou ambos os testículos de homens jovens. É um...

  • OS TUMORES OCULARES MAIS PREVALENTES NA POPULAÇÃO

    OS TUMORES OCULARES MAIS PREVALENTES NA POPULAÇÃO

    Quinta, 16 Janeiro 2020 15:46
  • CIENTISTAS APRESENTAM AVANÇOS NO TRATAMENTO DE DIVERSOS TIPOS DE CÂNCER.

    Quinta, 03 Janeiro 2019 18:51
  • GRAVIOLA, UM MILAGRE NATURAL PARA A CURA DO CÂNCER

    GRAVIOLA, UM MILAGRE NATURAL PARA A CURA DO CÂNCER

    Quinta, 03 Maio 2018 12:10
  • NOVIDADES NO TRATAMENTO AUMENTAM AS CHANCES DA CURA DO CANCER

    NOVIDADES NO TRATAMENTO AUMENTAM AS CHANCES DA CURA DO CANCER

    Sexta, 26 Janeiro 2018 14:43
  • SOBRE O CÂNCER DE TESTICULO

    Segunda, 23 Outubro 2017 19:06

Rádio Web

Terapeuta Ocupacional, de Marilia.

 

Meus amigos seja bem vindo ao meu Saite ,espero que ele lhe ajude a se informar sobre a Doençâ, CÂNCER abraço do amigo Moreira Terapeuta Ocupacional Marília S.P

Nosso Mural

CIDA DE PAULA MADEIRA

ARTEZÃ, de RJ.

ACHO IMPORTANTISSIMO ESSE TRAB ESCLARECEDOR SOBRE ESSAS DOENÇAS TERRIVEIS E DE DIFICIL DIAGNOSTICO [...]


Veja mais

É possível tratar de um câncer e ter uma gravidez saudável

21 Abril 2014
É possível tratar de um câncer e ter uma gravidez saudável

Na medida em que a mulher retarda a primeira gestação para depois dos 35 anos, existe a maior chance de haver uma coincidência entre a gestação e doenças mais comuns dessa faixa etária....

DOENTES DE CANCÊR FAZEM RADIOTERAPIA EM APARELHO VENCIDOS

21 Abril 2014

A matéria completa pode ser lida no Blog Virgem em Câncer e Lua na Esperança!, já que a Rede Globo de Televisão a retirou do Portal G1 por razões ainda...

Corrida arrecada recursos para combate ao câncer infantil

21 Abril 2014

Com o objetivo de mobilizar e conscientizar a população sobre a importância do diagnóstico precoce e a necessidade do tratamento adequado para crianças e adolescentes com câncer, a organização não...

Avanços tecnologico na area da saude

21 Abril 2014

Sabemos que hoje há muita tecnologia envolvida em praticamente todos os seguimentos independentes quais eles sejam. Nesta edição vamos conhecer mais sobre o que esta sendo feito em termos de...

Matéria de Capa - Nanotecnologia

21 Abril 2014

O programa aborda a revolução que pode surgir com o estudo de partículas e dispositivos minúsculos, invisíveis a olho nu. Para pacientes com câncer, pesquisas já preveem que nanopartículas podem...

EQUIPAMENTOS NANOTECNOLOGICOS NA AREA DA SAUDE

21 Abril 2014

Em oncologia, a nanotecnologia abriu uma nova frente de veiculação de fármacos, embora, o uso sistêmico da nanotecnologia aliada a fotoprocessos ainda esteja em fase inicial em novas áreas 1...

NOVO TRATAMENTO PARA O CÂNCER

21 Abril 2014

Encontra-se em fase final de estudo uma nova forma de tratamento para o câncer. O tratamento consiste em aumentar a temperatura das células tumorais à 56ºC, sem alterar a temperatura...

VACINA PARA CÂNCER DE PRÓSTATA

21 Abril 2014

A FDA, instituição note-americana de regulação dos medicamentos, aprovou a primeira vacina terapeutica para o câncer de próstata, indicada para indivíduos cujo organismo já não responde ao tratamento normal. Este...

Doenças e Sintomas Leucemia

21 Abril 2014

Leucemias são doenças malignas que acometem os leucócitos, os glóbulos brancos do sangue presentes nos gânglios linfáticos e na corrente sanguínea. Assim como os glóbulos vermelhos (cuja função é transportar...

Braquiterapia e Radioterapia

21 Abril 2014

Princípios da Radioterapia Teleterapia: A Teleterapia é uma modalidade de radioterapia em que a fonte de radiação é externa ao paciente. • Vantagens: Baixa taxa de radiação; Diminuição do Tumor;...

Carcinomatose Meníngea BLOG DESCRITIVO DA DOENÇA CARCINOMATOSE MENÍNGEA, UM TIPO AVANÇADO DE CÂNCER. Powered By Blogger

21 Abril 2014

Tratamento sem quimioterapia ou radioterapia A cura da carcinomatose é desconhecida e atualmente não há muito avanço na medicina neste sentido (infelizmente não há muito interesse da mecidina pela pesquisa...

PREVENÇÃO

21 Abril 2014

Prevenção O exame das mamas realizado pela própria mulher, apalpando os seios, ajuda no conhecimento do próprio corpo, entretanto, esse autoexame não substitui o exame clínico das mamas realizado por...

DIAGNÓSTICO DE CÂNCER DE ,MAMA

21 Abril 2014

Toda mulher com 40 anos ou mais de idade deve procurar anualmente um ambulatório, centro ou posto de saúde para realizar o exame clínico das mamas. Além disso, toda mulher...

SINTOMA DE CÂNCER DE MAMA

21 Abril 2014

O sintoma do câncer de mama mais fácil de ser percebido pela mulher é um caroço no seio, acompanhado ou não de dor. A pele da mama pode ficar parecida...

Os tumores oculares mais comuns na oftalmologia são: carcinoma de conjuntiva, melanoma de coróide e retinoblastoma. O conhecimento dos sinais e sintomas é de suma importância para diagnóstico e tratamento precoces, alterando o prognóstico visual e a sobrevida dos pacientes. A evolução no tratamento, para a maioria dos casos, evoluiu bastante ao longo dos anos.

Conjuntiva é a membrana transparente que revesta a parte branca do olho (esclera) e córnea é a parte central transparente. A neoplasia escamosa de superfície ocular (NESO) é a mais frequente na conjuntiva e na córnea e inclui desde a lesão intraepitelial de conjuntiva (NIC), mais superficial, até o carcinoma epidermóide de conjuntiva, mais profunda. Sua incidência é de aproximadamente 1,9 casos por 100.000 pessoas/ano. É mais comum em homens, brancos, de 40 a 60 anos, com alta exposição ao sol (UVB) ao longo da vida, alguns vírus (HIV e HPV) ou outros possíveis fatores como fumaça de cigarro e derivados de petróleo (gasolina, diesel). Inicia-se como uma lesão corneana e/ou conjuntival em placa ou nódulo (Fig1.), unilateral, mais frequentemente localizada em limbo (limite entre esclera e córnea), associada a olho vermelho e secretivo, facilmente percebida pelo paciente. Por ser pouco agressivo (exceto a variante mucoepidermóide), a remoção da lesão, associada ou não a tratamento adjuvante (quimioterapia tópica, crioterapia, radiação), é curativa. As recidivas (recaídas) são frequentes, mesmo com margens livres, e tratadas da mesma forma, com remoção da lesão. Por isso, necessita de acompanhamento periódico, recomendando-se 3 em 3 meses no 1º ano, 6 em 6 meses no 2º ano e anualmente a partir de então.  Raramente há metástases, que são: intraocular, orbitária e de linfonodos (pré-auriculares, submandibulares e cervicais).

 

Coróide é a parte colorida entre a esclera e a retina, contendo vasos sanguíneos. Melanoma de coróide é o tumor maligno primário intraocular mais comum em adultos (4,3 a 6 casos: 1.000.000 de pessoas). É mais comum em homens, brancos, de idade avançada (acima de 50 anos) e é unilateral. Raro em negros e asiáticos. A exposição solar como fator de risco ainda é bem controverso. Sabe-se que melanoses congênitas e nevos são lesões predisponentes. Possui três variedades histológicas, em ordem de malignidade: fusiformes, misto e epitelióide, sendo esta última a de maior incidência de metástase. Metástases ocorrem por via hematogênica (sanguínea) e o principal alvo é o fígado. Os tumores mais posteriores tendem a ser descobertos mais precocemente por causarem diminuição da visão e “moscas volantes”. Alguns referem dor e fotopsias (visualização de flashes de luz), já outros são assintomáticos. É uma lesão arredondada, majoritariamente pigmentada, discretamente irregular, em forma de “cogumelo” (Fig2.). A ultrassonografia ocular é de fundamental importância no diagnóstico. Nenhuma opção terapêutica garante a cura da doença. Os pacientes precisam ser acompanhados regularmente por, no mínimo, 10 anos do diagnóstico, pois podem dar metástase durante esse período. Pacientes com metástase têm tempo médio de sobrevida menor que um ano. O olho afetado pode ser observado (quando tamanho do tumor < 2,5 mm de espessura e 10 mm de largura) ou tratado de forma conservadora (com braquiterapia, a mais utilizada) ou ainda cirurgicamente (ressecção local, enucleação –retirada do globo ocular- ou exenteração – retirada do globo ocular e das estruturas adjacentes). Atualmente, a enucleação do olho é controversa, pois não altera sobremaneira a sobrevida. A sobrevida em 05 anos após enucleação varia de 16% a 53%, dependendo do tamanho do tumor e 90% das mortes relacionadas ao tumor ocorrem nos primeiros 15 anos.

 

À fundoscopia, evidencia-se massa branco-amarelada, frequentemente associada à calcificação (Fig4). A ecografia comprova a presença do tumor e exames de imagem (TC ou RNM) são mandatórios para avaliar invasão ao nervo óptico ou tecidos orbitários e afastar o pinealoblastoma. Preferir RNM pela não exposição à radiação. No passado, a enucleação era o único tratamento eficaz. Hoje, é usado para lesões avançadas ou quando o tratamento primário é ineficaz. Atualmente, é proposto um protocolo de quimiorredução com Carboplatina, Etoposide e Vincristina (regime VEC), objetivando preservar o bulbo ocular e a acuidade visual, seguido de tratamento local , levando em consideração o tamanho e a localização. Entre eles, placa radioativa, crioterapia, termoterapia, e fotocoagulação. A maior frequência de recorrência ocorre nos 03 primeiros anos após diagnóstico, sendo rara após 05 anos.

 

 

Autor:

Dr. Mário Ursulino (Hospital de Olhos de Sergipe - HOS)
Dra Viviane Cardoso (Hospital de Olhos de Sergipe - HOS)

Submit to DeliciousSubmit to DiggSubmit to FacebookSubmit to Google BookmarksSubmit to StumbleuponSubmit to TechnoratiSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar